Mobilidade do capital, atores de veto e redistribuição na América Latina durante a virada à esquerda

SANTOS, F. G. M.; ALMEIDA, A. S. . MOBILIDADE DO CAPITAL, ATORES DE VETO E REDISTRIBUIÇÃO NA AMÉRICA LATINA DURANTE A VIRADA À ESQUERDA. Texto para Discussão (IPEA), v. 2325, p. 1-48, 2017.

Este trabalho oferece explicação para diferenças de intensidade entre as políticas redistributivas
dos governos que fizeram parte da recente virada à esquerda da América Latina. Com
base em modelos teóricos que analisam as implicações redistributivas da desigualdade
em democracias com diferentes estruturas econômicas e institucionais, argumenta-se
que a política redistributiva da esquerda foi mais intensa nos países onde o capital tem
menor mobilidade e o Legislativo não se constituiu em ator de veto. Essa explicação
é secundada por evidência correlacional gerada a partir de modelos econométricos de
uma medida proxy da intensidade desta política, com base em dados de vinte governos
de esquerda de onze países latino-americanos nos anos 2000-2014.

TEXTO COMPLETO